Cão Social - Adestramento de Cães

Tamanho da fonte:
  • Diminuir tamanho da fonte
  • Aumentar tamanho da fonte
Telefone de contato 13 9117.5696

Artigos e Novidades

02/10/2013

Observe o seu cão

 Para se treinar ou educar um cão existe muitas variáveis a serem manipuladas. E simples, porém, não é fácil. A nossa autoridade não implica em um cão mais ou menos obediente e sim a forma como aplicamos as estimulações sejam essas de ordem positiva ou negativa, se um cão se tornasse obediente devido, a nossa autoridade quase todo mundo teria a capacidade inata de ser um treinador, mas não é o que vemos nas residências. O quadro e bem diferente, podemos ter diretores de empresas, lideres de grupos, militares ou qualquer outra pessoa que exerce um papel de líder no seu cotidiano e não consegue, e muitas vezes não possui o mínimo de condições de educar ou conduzir um cão. Muitos donos se acham na condição de educadores, e ficam frustrados após a aquisição de mais um cão, normalmente escutamos, nossa o outro cão eu eduquei e foi fácil estou fazendo a mesma coisa com esse e não esta dando certo. Por que isso ocorre? Será que esse cão apresentava-se educado devido à manipulação do dono? Ou seria mais uma questão de equilíbrio e submissão natural do cão, provavelmente a segunda opção, pois, grande parte das pessoas que adquire um segundo cão apresentam problemas no seu treino e educação, comentem uns erros grave comparar os cães e abordar da mesma maneira, só que estamos falando de indivíduos diferentes mesmo sendo da mesma raça. Isso geralmente gera problemas e frustrações, sejam pessoas, cães, gatos, macacos todos são diferentes parecidos sim iguais jamais e quando falamos em mudança de comportamento ou construção de exercícios isso deve ser levados em consideração, reforçadores para mais ou para menos farão a diferença da mesma forma que períodos muito longos ou curtos no treinamento também podem fazer a diferença. Além das questões técnica, essas pessoas normalmente após o seu ciclo diário de trabalho retornam aos seus lares, e veem em seus cães uma válvula de escape para suas frustrações e necessidades das mais diversas, isso não tem problema, algum desde que essa pessoa realmente tenha controle de seu cão caso contrario, a humanização que conferimos aos cães poderá nos causar problemas, ou melhor, ainda poderão causar problemas para os cães que fatalmente serão julgados com ingratos, problemáticos, desobedientes etc. Um treinador bem esclarecido sabe que para se treinar um cão de uma forma eficiente ele deve ter plena convicção das nuances que envolve esse trabalho, pois, ao treinarmos um cão estamos mexendo com ele interna e externamente, manipulando suas emoções instintos etc. Esse e o grande problema da mesma forma que manipulamos essas variáveis, o nosso cão também estará apresentando estímulos para nós controlar (trazer para si o que ele quer). Abaixo segue uma pequena explanação dos reflexos, que é uma pequena fração que envolve o treinamento canino. Reflexos são ações automáticas do organismo, que ocorrem desde o nascimento do animal, ou seja, são inatos e determinados pelo sistema nervoso central. Podemos dizer que os reflexos são como correias de transmissão e podem ser negativos ou positivo um têm efeito suspensivo ou inibidor o outro elicia atividades. Esses reflexos podem ser condicionados ou não, porém todos eles são evocados por estímulos sejam eles quais forem, ou seja, toda vez que ocorrer determinado estímulos teremos uma determinada resposta. Conseguir administrar essas variáveis já é um grande passo para ter um cão educado e feliz.

A questão é não é o que você faz, e sim como você faz !!!

 

Outros artigos


Ir para o Topo

Desenvolvido por: Triares